Ambiente cirúrgico odontológico: uma fonte em potencial de infecção cruzada

Emanuelle Louyde Ferreira de Lima, Israel Alexandre de Araujo Sena, Marquiony Marques dos Santos, Isabela Pinheiro Cavalcanti Lima

Resumo


Objetivou-se avaliar a eficácia do campo cirúrgico em tecido não tecido (TNT) utilizado durante procedimentos cirúrgicos na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Analisou-se 40 amostras microbiológicas obtidas durante 10 cirurgias. Essa coletas foram feitas na bancada cirúrgica desinfetada por álcool 70°, e sobre o campo cirúrgico, sendo 10 coletas antes da cirurgia sobre a bancada e outras 10 depois da cirurgia na mesma, e sobre o campo coletou-se 10 amostras antes da cirurgia e 10 amostras depois do procedimento afim de verificar a passagem ou não de microrganismos através do campo cirúrgico no decorrer da cirurgia no sentido bancada campo e vice-versa. Observou-se a presença de Enterobacter e Staphylococcus Aureus na bancada antes e após o procedimento e no campo cirúrgico após as cirurgias. O álcool 70° somente não é totalmente eficaz na desinfecção ainda restando microrganismo potencialmente patogênicos sobre a bancada. Os dados sugerem passagem, através do campo, dessas bactérias principalmente, com o aumento do tempo de procedimento cirúrgico. Faz-se necessários mais estudos que comprovem verdadeiramente a eficácia do campo cirúrgico em diferentes ambientes, uma vez que se realizou um estudo pioneiro onde se utilizou de metodologia inovadora.


Palavras-chave


Infecção; Cirurgia Oral; Exposição a Agentes Biológicos;

Texto completo:

PDF